-:BENEFÍCIOS:-

Ajuda a diminuir as dores do corpo’

Alivia a Dor

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-89Pesquisadores da Universidade de Montreal descobriram que praticar meditação regularmente pode aliviar a dor física, causando alterações físicas no cérebro que reduzem a percepção da dor. A meditação mindfulness direciona o foco para a experiência do aqui e do agora, sem reagir à experiência percebida. Reagir à dor, ao estresse e ao pânico intensifica a dor percebida. Praticá-la treina o cérebro para reconhecer e aceitar a dor sem estressar-se ou entrar em pânico, permitindo que o indivíduo perceba uma dor menos intensa. Pesquisadores provaram este efeito estudando imagens de ressonância magnética de praticantes de longa data que mostrava aumentos nas áreas do cérebro associadas à dor, diminuindo a sua sensibilidade à dor. A meditação mindfulness é, portanto, uma excelente opção para pessoas que sofrem de dor crônica.

Share

Reduz a Dor Crônica na Velhice

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-90O Pain Medicine publicou um estudo sobre os efeitos das técnicas que unem corpo e mente na redução da dor crônica. Um grupo de idosos participou de um tratamento que consistia em exercícios de ioga, meditação, hipnose, tai chi e relaxamento muscular na tentativa de aliviar as dores. Os participantes sofrem de osteoartrite (OA) e lombalgia alegaram que a meditação e o tai chi foram os tratamentos mais eficazes em melhorar essas áreas. Os pacientes idosos foram capazes de lidar com a dor de uma forma melhor, ao recuperar o movimento e a função do corpo. Em particular, os participantes beneficiaram a abordagem holística da meditação e outras abordagens mente-corpo, que têm como alvo as formas que o corpo, a mente e o comportamento dos indivíduos.

Share

Ajuda a Aliviar a Percepção da Dor

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-91Pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte descobriram que praticar meditação pode ajudar a aliviar a percepção da dor. Os participantes praticaram a meditação mindfulness que enfatiza técnicas de relaxamento para criar um estado de espírito mais descontraído e livre de estresse. Depois de praticar por três dias consecutivos, os participantes relataram menos dor do que eles tinham relatado antes de iniciar o programa. Praticar a meditação mindfulness ajudou a diminuir os níveis de ansiedade e estresse dos participantes, o que também afetou suas reações aos estímulos de dor. Ela melhora a capacidade dos indivíduos de manterem um foco pessoal, o que pode ajudar a aliviar a sensação de dor. Criando um estado relaxado da mente, os participantes puderam controlar melhor suas reações à dor.

Share

Controle Sob as Dores

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-92Um psicólogo da Texas Tech Medical Center provou que a meditação pode ser usada para autocontrolar a dor. Ele criou um programa de controle do estresse e da dor que combina técnicas de ioga e meditação com tratamento médico e psicológico. Os participantes do estudo que praticavam meditação acharam que suas capacidades de controlar a dor e de lidar com ela tinham melhorado significativamente. O programa foi direcionado para pacientes com dor crônica, incentivando-os a combater a dor através de uma mentalidade mais consciente e se esforçando para “viver o momento”. A técnica mindfulness ajuda a direcionar o foco dos participantes da dor percebida para o momento presente. Os pacientes relataram que reduziram ou aliviaram a dor após completar o programa.

Share

Reduz a Intensidade da Dor

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-93O Dr. Pat Randolph, diretor do Serviço de Psicologia da Texas Tech Health Sciences Center, usou a meditação para ajudar os seus pacientes a melhorar a capacidade de controlar a dor. Randolph criou um programa de controle de estresse e dor que combinava técnicas de meditação e ioga com tratamentos médicos e psicológicos. Este programa foi utilizado juntamente com a intervenção médica e psicológica. De acordo com os pacientes, um dos benefícios do programa foi a melhoria do controle da dor. Randolph explicou que a dor ocorre da interação de sentimentos, pensamentos e sensações. Portanto, o programa aborda estes tipos de percepções mentais usando uma combinação de exercícios médicos e psicológicos que treinar os pacientes a lidar com a dor de forma mais eficaz.

Share

Ajuda a Autocontrolar a Dor

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-94O jornal Emotion da Associação Psicológica Americana publicou um estudo realizado na Universidade de Montreal explicando que a meditação Zen pode ajudar a reduzir a sensibilidade da dor. O estudo comparou as áreas do cérebro associadas à dor crônica, neurológica, ou doenças psicológicas em praticantes e não praticantes da meditação Zen. Os pesquisadores descobriram que as regiões do cérebro associadas ao condicionamento da emoção e da dor eram muito mais espessas nos praticantes de meditação Zen, resultando em uma menor sensibilidade da dor percebida. A sensibilidade de dor térmica dos praticantes foi significativamente menor do que a dos não praticantes, demonstrando uma forte capacidade de autocontrole da dor. Os pesquisadores especulam que a postura muitas vezes desconfortável adotada por meditadores Zen pode contribuir para a sua baixa sensibilidade à dor.

Share

Uma Dor Mais Fraca

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-95Um estudo publicado na Journal of Neuroscience relatou que a meditação é um método de tratamento eficaz para a dor. No estudo, os participantes fizeram o mesmo teste de dor antes e depois de meditar durante oitenta minutos, e relataram sentir menos dor depois de meditar. Em seguida, os participantes aprenderam uma nova técnica de meditação e foi feito o mesmo teste de dor pela segunda vez. Novamente, os participantes relataram sentir significativamente menos dor depois de meditar. O estudo alegou que a meditação poderia induzir efeitos analgésicos duas vezes mais eficaz que alguns medicamentos. Embora esta afirmação precise ser fundamentada, é claro que a meditação é uma maneira eficaz de lidar com a dor, promovendo um diferente estado da mente que reduz a sensibilidade da dor.

Share

Reduz a Sensibilidade à Dor

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-96Pesquisadores da Sociedade de Neurociência determinaram que a meditação altera os processos de sinais de dor no cérebro. Depois que os participantes do estudo praticavam meditação mindfulness por quatro dias, a respostas de seus cérebros em relação à dor foram significativamente reduzidas. Os voluntários relataram dor menos intensa após praticar a meditação. Os pesquisadores explicaram que mesmo depois de meditar, a informação sensorial no cérebro diminui, fazendo com que o indivíduo perceba uma dor menos intensa. A meditação também reduz a dor por diminuir a ansiedade, regular as emoções e induzir o relaxamento. Em outro estudo publicado no Journal of Pain, os participantes praticavam meditação por trinta minutos todos os dias durante quatro dias. Após o tratamento, suas IRM do cérebro mostraram também reações à dor reduzidas.

Share

Diminui a Percepção da Dor

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-97Um pesquisador da Universidade de Manchester na Inglaterra relatou ao LiveScience que a dor percebida é reduzida após praticar a meditação. Embora a meditação não altere a experiência sensorial da dor, ela muda a maneira que as pessoas reagem à dor. Por outro lado, sentimentos de dor são intensificados em indivíduos deprimidos. Ao reduzir a depressão, a meditação, portanto, reduz a dor percebida. As pessoas que meditam regularmente focam no presente, reduzindo suas expectativas em relação à dor comparado aos não praticantes. A meditação mindfulness é a técnica de meditação mais comumente utilizada para tratar a dor crônica, treinar o indivíduo a viver o momento e distrair o impacto emocional que causa a sensibilidade de dor.

Share

Diminui os Sentimentos de Dor

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-98Pesquisadores da Universidade de Montreal descobriram que a meditação Zen pode ajudar a reduzir a dor. A Meditação Zen proporciona um equilíbrio mental, físico e emocional que está associado com a sensibilidade reduzida da dor. O estudo comparou os resultados de praticantes a longo prazo e não praticantes da meditação Zen. Cada grupo foi submetido ao mesmo teste de dor, mas o grupo de praticantes relatou uma sensibilidade à dor muito mais baixa do que os não praticantes. Os pesquisadores explicaram que os praticantes da meditação Zen usaram técnicas de respiração lenta e mantiveram um estado de mente relaxado para redirecionar o seu foco e sentir menos dor do que os não praticantes. Portanto, as pessoas que meditam mais frequentemente são menos sensíveis à dor.

Share
  • APRENDA A MEDITAR

    Obtenha seu e-book gratuito!


    Este e-book revela algumas das principais técnicas de meditação mencionadas neste site. Aprenda sobre:
    • meditação mindfulness
    • meditação transcendental
    • frequências binaurais
    • tai chi
    • meditação cristã
    • meditação zen
    • meditação compassiva
    • kirtan kriya
    • meditação samatha / shamatha
    • meditação introspectiva (Vipassana)