-:BENEFÍCIOS:-

Archive for June, 2014

Maneira de Pensar Mais Jovial

Monday, June 16th, 2014

CE6F1E75DA7048A2ABD9587EF3DBA8D4.ashxPesquisadores da UCLA descobriram que a meditação retarda o processo de envelhecimento no cérebro. As pessoas que praticam a meditação regularmente têm menos atrofiamento do cérebro e córtex pré-frontal mais grosso. Isto contribui para uma melhoria na maneira de pensar e da função cerebral, semelhantes às de uma pessoa mais jovem. Também foi comprovado que a prática regular fortalece as conexões e aumenta o tempo de retransmissão de sinais elétricos no cérebro. Estas são duas qualidades de uma função cerebral significativamente mais jovem. Em geral, os indicadores de envelhecimento normais do cérebro são reprimidos em indivíduos que praticam meditação regularmente durante um longo período de tempo. À medida que envelhecem, os praticantes comprovam que passam a pensar de uma forma melhorada do que aqueles que não praticam meditação.

Share

Diminui o Risco de Acidente Vascular Cerebral

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-15De acordo com um estudo publicado no American Journal of Hypertension, a Meditação Transcendental pode ajudar a reduzir o risco de acidente vascular cerebral. As altas taxas de pressão arterial e problemas na saúde mental podem contribuir para o risco de desenvolver um acidente vascular cerebral. Porém, os pesquisadores descobriram que a prática da Meditação Transcendental pode ajudar a diminuir a pressão arterial, melhorando a sua saúde mental e reduzindo assim a sua probabilidade de ter um AVC. A alta pressão arterial começa na juventude, por isso, começar a praticar a MT o mais cedo possível vai diminuir as chances de uma pessoa sofrer um AVC durante a vida adulta. Estresses psicológicos também podem levar a um AVC, mas também podem ser reduzidas através da prática regular da Meditação Transcendental.

Share

Melhora a Neuroplasticidade

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-14De acordo com um estudo realizado na Universidade de Wisconsin – Madison, a meditação pode causar alterações neuroplásticas benéficas ao cérebro. Essas alterações são causadas por fatores ambientais externos; enquanto estresses sociais podem prejudicar a neuroplasticidade do cérebro, práticas positivas como a meditação pode melhorar esse aspecto, levando a um aumento do bem-estar emocional. A neuroplasticidade do cérebro é medida pelo número de conexões que existem nas células. Praticando a meditação regularmente, o número de conexões celulares do cérebro aumenta, melhorando o funcionamento das redes neurais e da neuroplasticidade. Isso reforça certas áreas do cérebro associadas a comportamentos positivos como a empatia, o altruísmo e a bondade.

Share

Modifica as Estruturas Cerebrais

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-70Cientistas do Hospital Geral de Massachusetts descobriram que a meditação tem relação direta com as mudanças estruturais no cérebro. Os participantes de um estudo praticaram a meditação mindfulness por trinta minutos todos os dias durante oito semanas. Ao final do programa, as imagens cerebrais estavam visivelmente diferentes daquelas feitas anteriormente. As imagens mostraram um maior crescimento nas áreas do cérebro associadas com a aprendizagem e a memória, e a diminuição do crescimento na área associada com ansiedade e estresse. Os cientistas suspeitam que um programa de meditação mais longo também afetaria o tecido do cérebro que controla a autoconsciência. A meditação provoca alterações estruturais poderosas no cérebro, obtendo-se assim, resultados positivos relacionados com o bem-estar geral dos participantes.

Share

Aumenta Áreas do Cérebro

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-71Pesquisadores da UCLA determinaram que a prática da meditação em longo prazo pode causar o aumento de certas áreas do cérebro. Antes do estudo, os pesquisadores já tinham conhecimento dos benefícios da meditação, como a redução do estresse, melhora na concentração e benefícios ao sistema imunológico. No entanto, ao observar as imagens de ressonância magnética do cérebro de pessoas que meditam a um longo tempo, eles descobriram um crescimento no hipocampo e da massa cinzenta em áreas do cérebro associadas ao controle das emoções. Os pesquisadores explicaram que, devido à densidade de matéria cinzenta acima da média em seus cérebros, os praticantes de meditação são capazes de controlar suas emoções mais facilmente. Em breve, eles planejam investigar a correlação entre a meditação e o aumento do número de neurônios no cérebro.

Share

Dilata as Regiões Corticais

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-72Pesquisadores da Universidade de Yale, Harvard, Hospital Geral de Massachusetts e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts descobriram que meditar regularmente pode causar o aumento da espessura cortical do cérebro. Os participantes do estudo eram pessoas que praticavam a meditação Budista regularmente por, em média, quarenta minutos todos os dias. Suas imagens cerebrais exibiram regiões corticais de maior espessura do que as dos não praticantes em áreas do cérebro associadas com a percepção sensorial, auditiva, visual e interna. O aumento da espessura cortical beneficia o ritmo cardíaco e respiração, e provavelmente retarda o envelhecimento do córtex frontal. Os pesquisadores suspeitam que a meditação, bem como outros exercícios que trabalhem a mente e o corpo como a ioga, pode aumentar a quantidade de massa cinzenta no cérebro de uma pessoa.

Share

Controla os Sintomas de Esclerose Múltipla

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-42De acordo com um estudo publicado na revista médica da Academia Americana de Neurologia, Neurology, a meditação pode reduzir a fadiga e a depressão; problemas que normalmente acompanham a esclerose múltipla. Os participantes que praticavam meditação mindfulness durante oito semanas relataram a redução da depressão, fadiga, ansiedade ao final do programa. A esclerose múltipla pode ser imprevisível. O estudo explica que às vezes, faz com que os pacientes vivenciem mudanças dramáticas em seus sintomas após um período relativamente livre deles. A meditação pode ser muito útil para fornecer a essas pessoas um senso de controle quando as mudanças nos sintomas surgirem inesperadamente. Seis meses após a conclusão do estudo, os participantes continuaram a sentir os benefícios da meditação e relataram reduções contínuas em vários sintomas relacionados com a esclerose.

Share

Previne o Câncer Deixando as Estruturas do DNA Mais Fortes

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-33De acordo com o Dr. Isaac Eliaz, médico e especialista da mente e corpo, praticar regularmente a meditação é uma forma eficaz de reduzir o risco de desenvolver câncer. Meditar regularmente é uma das maneiras mais fáceis e naturais de se proteger contra o desenvolvimento do câncer. A prática ajuda a reparar uma parte da estrutura do DNA chamada de telômeros, o que diminui com a idade, os estresses e os problemas de saúde. A meditação melhora a capacidade de lidar com situações de estresse e proporciona uma estabilidade psicológica, causando o aumento da atividade de DNA na zona correspondente que protege as extremidades dos telômeros, não deixando que se enfraqueçam e diminuam. Como resultado, isso reduz o risco de desenvolver câncer e outros problemas relacionados à saúde. Meditar regularmente melhora ainda mais esse processo de prevenção contra o câncer.

Share

Ajuda os Pacientes com Câncer Ficarem Mais Resistentes Durante o Tratamento

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-34A revista da Sociedade Americana do Câncer chamada CANCER informou que muitos pacientes com câncer praticam métodos complementares como a meditação durante o tratamento. Em um estudo, pacientes curados responderam sobre se eles tinham usado qualquer um dos dezenove métodos complementares durante o seu tratamento. De acordo com a pesquisa, a meditação foi um dos métodos complementares que os pacientes acharam mais eficaz. 15% dos participantes do estudo relataram o uso de meditação para ajudá-los a passar pelo processo de tratamento de câncer, junto com a oração e a prática espiritual, relaxamento e suplementos nutricionais. A eficácia dos métodos complementares poderia ser associada ao tipo de câncer a ser tratado; os pacientes curados de câncer mama e de ovário foram os que obtiveram maiores benefícios desses métodos.

Share

Estimula a Saúde em Pacientes Curados do Câncer de Mama

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-35A Sociedade Americana do Câncer concluiu que a Redução de Estresse Baseado em Mindfulness (MBSR) melhorou a saúde dos pacientes curados de câncer de mama. A MBSR combina técnicas de meditação, ioga e métodos de consciência física para promover um estilo de vida saudável entre as mulheres curadas do câncer de mama. No estudo, estes pacientes apresentaram como resultado uma menor pressão arterial, taxas do coração e respiratórias após a conclusão do programa MBSR.Os participantes, que muitas vezes ficavam sedentários e desanimados pós-diagnóstico, se sentiram mais no controle de si mesmos – fisicamente e mentalmente – depois de praticar MBSR. Os pesquisadores concluíram que a prática regular de MBSR e outras formas de meditação melhoram significativamente a saúde e a perspectiva de vida dos pacientes e de pessoas curadas do câncer de mama.

Share

Reduz o Risco de Desenvolver Herpes

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-29Pesquisadores do Instituto de Neuropsiquiatria da UCLA relataram que a praticar Tai Chi melhora áreas do sistema imunológico que ajudam a reduzir o risco de desenvolver herpes. Determinados tipos de comportamento, tais como Tai Chi, pode impactar positivamente a imunidade e ajudar a se proteger contra herpes. Com a idade, o sistema imunológico enfraquece e se torna mais suscetível a doenças como o herpes. Os efeitos do aumento da imunidade do Tai Chi foram testados em um estudo onde os participantes praticaram Tai Chi em um programa de 15 semanas. Ao final do programa, os pesquisadores verificaram que os fatores envolvidos na imunidade que impede o desenvolvimento do herpes aumentaram em cinquenta por cento entre os participantes, provando que o Tai Chi é um método eficaz para ajudar a evitar esse problema.

Share

Fortalece o Sistema Imunológico de Idosos

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-30De acordo com um estudo da UCLA, a meditação Tai Chi melhora visivelmente o sistema imunológico de adultos mais velhos, ajudando a proteger contra herpes. Os participantes na faixa etária entre 59 e 86 praticavam Tai Chi por vinte e cinco semanas, e tomaram uma vacina contra o vírus varicela zoster, causador do herpes. Juntos, Tai Chi e a vacina foram eficazes na melhoria da imunidade desses participantes. Ao final do programa, as imunidades desses participantes os tornaram um grupo de meia-idade muito mais jovem. Ao praticar Tai Chi, os idosos podem fortalecer áreas de seu sistema imunológico associadas à proteção contra herpes, principalmente evitando complicações de saúde relacionadas a este problema em algum momento da vida.

Share

Reduz o Estresse que Causa a Pressão Alta

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-54De acordo com um estudo publicado no American Journal of Hypertension, a Meditação Transcendental pode reduzir as tensões psicológicas que levam à hipertensão arterial. Um amplo grupo de estudantes universitários participou do estudo onde eles praticaram a Meditação Transcendental regularmente por um período de tempo específico. Ao final do programa, os participantes apresentaram uma diminuição dos níveis do estresse psicológico. Eles também relataram estarem mais capazes de lidar com o estresse e situações estressantes. Um subgrupo de alunos com maior risco de desenvolver hipertensão arterial à medida que envelhecerem também apresentou uma redução na pressão, o que sugere a eficácia da meditação transcendental no alívio do estresse associado com a pressão arterial elevada.

Share

Controla a Pressão Arterial Elevada

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-55De acordo com pesquisadores da Universidade de Kentucky, a Meditação Transcendental pode ajudar a controlar a hipertensão arterial. Depois de praticar a Meditação Transcendental, os pacientes com pressão alta notaram uma diminuição perceptível em seus níveis de pressão. Ao praticar a Meditação Transcendental, esses pacientes não só reduziram seus níveis de pressão arterial, como também reduziram o risco de desenvolver doenças relacionadas à hipertensão, como alguns tipos de doenças cardiovasculares. Alguns pacientes foram capazes de até mesmo substituir seus medicamentos para pressão arterial pela Meditação Transcendental – muitos destes estão associados com efeitos colaterais desagradáveis. A Meditação Transcendental é a opção não farmacológica mais eficaz para a redução da pressão arterial.

Share

Reduz os Níveis de Pressão Arterial

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-56Pesquisadores do Instituto de Medicina Natural e Prevenção da Universidade Maharishi e a Universidade de Medicina de Kentucky descobriram que a Meditação Transcendental é associada a reduções na pressão arterial. Após praticar a Meditação Transcendental como parte de um programa, os participantes mostraram uma diminuição dos níveis de pressão arterial e redução do risco de outros problemas relacionados à hipertensão que podem levar a doenças cardiovasculares. Os pesquisadores descobriram que praticar a Meditação Transcendental causou mudanças na pressão arterial semelhantes aos efeitos da mudança de dieta ou exercícios físicos. O estudo concluiu que os pacientes que sofrem de hipertensão leve ou pré-hipertensão podem ser capazes de optar por não tomar os medicamentos para pressão arterial se praticar regularmente a Meditação Transcendental.

Share

Controla uma Bexiga Hiperativa

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-52Médicos do Sistema de Saúde da Universidade Loyola descobriram que a terapia cognitiva em conjunto com técnicas de meditação pode ajudar a controlar uma bexiga hiperativa. Incontinências como uma bexiga hiperativa pode ser reduzida ou contida com certas estratégias controle incluindo a terapia cognitiva e técnicas de meditação. A terapia cognitiva utiliza exercícios de relaxamento e visualização como a respiração profunda e imaginação guiada para ajudar os pacientes a recuperar o controle sobre seus corpos. Uma mulher que sofria deste problema fez terapia cognitiva e viu uma melhora significativa na saúde de sua bexiga. Sentia sempre vontade de urinar e tinha vazamentos antes do tratamento, e após a terapia ela relatou pouco ou nenhum vazamento. Ao praticar a terapia cognitiva utilizando técnicas de meditação, os pacientes podem aprender a suprimir seus impulsos e controlar melhor seus corpos.

Share

Combate a Insônia

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-40Em um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Saúde Mental e Neurociências da Índia, os pesquisadores descobriram que a meditação pode ajudar a combater a insônia. Os pesquisadores focaram na meditação vipassana, um tipo de meditação que envolve profundo foco na mente e no corpo. Participantes do sexo masculino entre 30 e 60 anos que praticavam a meditação vipassana antes de dormir apresentaram ondas e sono REM intensificadas, o que está associado ao sono profundo. Os participantes mais velhos que não praticavam a meditação mostraram uma diminuição do sono, comprovando a deterioração na qualidade do mesmo entre os homens mais velhos. Praticar meditação que incorpore técnicas de foco profundo como a vipassana, ajuda a melhorar a qualidade do sono e combater a insônia.

Share

Melhora a Qualidade do Sono

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-41Pesquisadores de um estudo sobre insônia do Hospital Northwestern Memorial em Evanston, Illinois determinaram que a meditação pode melhorar a qualidade do sono. Os participantes que praticaram exercícios de relaxamento profundo durante o dia foram capazes de dormir mais profundamente durante a noite. A insônia é causada por níveis elevados de atividade ou de excitação durante o dia, impedindo que a pessoa durma profundamente durante a noite. Praticar meditação reduz os níveis de excitação e, portanto, melhora a qualidade do sono. Os pacientes que sofriam de insônia crônica começaram a prática da meditação e relataram ter um sono de melhor qualidade, incluindo melhorias na latência do sono, tempo total de sono, tempo total acordado e outros parâmetros.

Share

Retarda a Progressão do HIV

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-32Pesquisadores da UCLA descobriram que praticar a meditação mindfulness retardou a progressão do HIV em um grupo de pacientes HIV positivos. O vírus causador da Aids, o HIV, ataca as células CD4 T – células que compõem o sistema imunológico. O HIV gradualmente mata estas células, assim, enfraquecendo a imunidade. Os HIV positivos são particularmente susceptíveis ao estresse, o que contribui para a perda das células CD4 T. A meditação Mindfulness ajuda a reduzir o estresse em pacientes com HIV, ensinando-os a se concentrar no momento presente, invés de reviver o passado ou se preocupar com o futuro. Através da melhoria das capacidades de enfrentar o estresse, a meditação mindfulness pode retardar a progressão do HIV e promover uma atitude mental mais saudável.

Share

Melhora os Sintomas da Síndrome do Intestino Irritável

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-28Um estudo publicado no American Journal of Gastroenterology relatou que a meditação mindfulness pode ser usada para melhorar os sintomas associados à síndrome do intestino irritável. A meditação mindfulness ajuda a tratar problemas relacionados ao estresse e dor física, incluindo a dor sentida a partir dos sintomas relacionados à SII. O estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill e Universidade Estadual da Flórida, acompanhou os participantes que sofrem de SII que praticavam técnicas de meditação mindfulness por mais de três meses como parte do tratamento. Ao término do tratamento, os participantes sentiram melhorias significativas em seus sintomas, incluindo a redução da dor e melhor qualidade de vida. Com o tempo, a meditação mindfulness deverá ter benefícios duradouros em pessoas diagnosticadas com o SII.

Share

Alivia a Dor

Monday, June 16th, 2014

meditation-image-89Pesquisadores da Universidade de Montreal descobriram que praticar meditação regularmente pode aliviar a dor física, causando alterações físicas no cérebro que reduzem a percepção da dor. A meditação mindfulness direciona o foco para a experiência do aqui e do agora, sem reagir à experiência percebida. Reagir à dor, ao estresse e ao pânico intensifica a dor percebida. Praticá-la treina o cérebro para reconhecer e aceitar a dor sem estressar-se ou entrar em pânico, permitindo que o indivíduo perceba uma dor menos intensa. Pesquisadores provaram este efeito estudando imagens de ressonância magnética de praticantes de longa data que mostrava aumentos nas áreas do cérebro associadas à dor, diminuindo a sua sensibilidade à dor. A meditação mindfulness é, portanto, uma excelente opção para pessoas que sofrem de dor crônica.

Share
  • APRENDA A MEDITAR

    Obtenha seu e-book gratuito!


    Este e-book revela algumas das principais técnicas de meditação mencionadas neste site. Aprenda sobre:
    • meditação mindfulness
    • meditação transcendental
    • frequências binaurais
    • tai chi
    • meditação cristã
    • meditação zen
    • meditação compassiva
    • kirtan kriya
    • meditação samatha / shamatha
    • meditação introspectiva (Vipassana)